Minha nova forma de poesia

bltE não é de ver que quando eu estava em vias de tirar um sonho da gaveta para excluí-lo definitivamente dos meus planos, eis então, que surge uma oportunidade maravilhosa de realizá-lo?!

Foi isso que aconteceu com o ballet.
Tem anos e anos que planejo começar aulas de ballet adultos. Houveram algumas outras boas oportunidades, porém na última hora sempre apareciam empecilhos. Consequentemente, para aliviar a angústia causada por preservar sonhos não realizados, durante uma séria e íntima conversa comigo mesma, cheguei a conclusão que desistir do ballet seria a atitude mais correta até então. E a desistência estava se dando de maneira calma, tranquila, sem nenhum pesar
Porém, em um dia qualquer, quando estava lanchando, avistei um anúncio de aulas de ballet para adultos na faculdade mesmo, e o melhor,  em um horário bom para mim. Não pensei duas vezes, peguei minhas coisas e segui rumo à faculdade de educação física, onde acontecem as aulas de dança, para pegar mais informações. Chegando lá, fiz a pré-matrícula, e saí de lá com um sorriso besta no rosto, quase saltitando de felicidade. Chegando em casa, conversei com o Inácio sobre a novidade, ele, para variar, protamente me apoiou, disse que não poderia deixar essa oportunidade escapar, pois desde quando nos conhecemos, lá, durante nossas primeiras conversas, eu já havia falado para ele sobre o meu grande desejo de fazer ballet, (achei tão lindo ele me lembrar isso…).

As aulas começaram, e eu estou amando. Amando profundamente!
Porém, descobri que sou mais desajeitada do que pensava. =O
Estou achando tudo muito difícil, mas empolgante ainda sim, e empolgação é o que não falta aqui. Tenho baixado vários vídeoaulas, tenho me alongado diariamente.

A empolgação é tamanha, que já estou de olho em outras escolas de ballet para adultos aqui em Goiânia, pois apesar de toda dificuldade que estou tendo, quero sim continuar a dançar para  até quando der._DSC0358IMG_6186Sobre as dificuldades, são muitas! Claro, era de se esperar. Nunca fiz dança, não praticava exercícios físicos… Mas de todos os desafios, muito além ainda da dificuldade de conseguir uma boa flexibilidade e equilíbrio, o mais complicado para mim, tem sido manter a postura, ou melhor, chegar a umas postura correta. Sério, para mim, é muito difícil ter uma postura “reta” de bailarina. Dói, dá agonia rsrs, mas tento.

Sobre minhas pretensões com a dança, não tenho grandes ambições, não almejo me tornar bailarina profissional. Sei bem das minhas condições. Para ser sincera, nem sei se um dia vou poder me apropriar da nomenclatura “bailarina” =P

Mas quem sabe um dia, eu poste aqui uma foto fazendo um belo arabesque, humn? XD

_DSC0482 Enfim, a minha verdadeira intenção com o ballet é primeiramente a de realizar um ‘sonhozinho’ antigo, outra, é tornar a minha vida mais poética e leve o quanto possível.

Desejo a todos, dias doces.

7 ideias sobre “Minha nova forma de poesia

  1. Camila Faria

    Que delícia Rayani, o ballet é mesmo apaixonante. Eu fiz durante muitos anos, mas abandonei quando chegou a adolescência. Até hoje lembro com carinho das aulas, sempre tão leves (mesmo quando difíceis) e divertidas. Que alegria ver você realizando esse sonho. <3

    Responder
  2. Patricia Leardine

    Que legal Rayani <3 Parabéns! Eu também sempre quis aprender ballet. Ano passado tentei duas escolas no único dia livre que tinha, mas ambas marcavam ensaios e apresentações (sexta à noite). Acabei por deixar passar… Mas aproveitei cada aula. É uma delícia. Me sentia nos anos 20 com algumas músicas na hora do alongamento. E adorava me aventurar e arrumar com as sapatilhas!

    Responder
  3. luciana

    Que lindo rayani! Tb comecei ballet ano passado por conta de um sonho tb. E olha, conforme o tempo vai passando só vai piorando kkkk não teve até hoje uma aula q eu ache fácil. Bjooo

    Responder
  4. Amanda Lira

    Que lindo, Rayani! Eu acho a dança uma arte lindíssima e super apoio você ir em frente :)
    Quem sabe aonde essas aulas poderão te levar…

    Responder

Deixe uma resposta